Alunos da Novo Milênio destacam a Pedagogia para idosos em espaços não escolares

(Divulgação)


Reconhecer o papel essencial do idoso em nossas vidas, reverter a visão do envelhecimento como algo ruim – como muitos ainda acreditam –, utilizando a Pedagogia como mediação para o pleno convívio das pessoas mais velhas na sociedade. Esses são alguns pontos abordados no trabalho “Pedagogia em Espaços não formais para Idosos”, das alunas Mariane Duia, Edvania Mesquita Vauna e Jeniffer Athaydes, do 5º período do curso de Pedagogia da Faculdade Novo Milênio.


O material, que pode ser conferido abaixo (disponível para download), explica que a educação não formal é aquela que ocorre fora das instituições de ensino e, normalmente, os resultados de aprendizagem não são avaliados por meio de testes ou provas. No caso dos idosos, esse local pode ser centro de convivência, casa de repouso, centro dia, entre outros.


Já as ferramentas e técnicas utilizadas pelo pedagogo são variadas, de acordo com as necessidades de cada idoso e onde ele se encontra. São elas: palestras, contação de histórias, artes plásticas, dança, letramento digital e até alfabetização.

A Pedagogia como instrumento

Segundo a professora do curso de Pedagogia da Faculdade, Andreza Tonini, a função do pedagogo, por muito tempo, ficou definida como um profissional da educação que desenvolvia seu trabalho apenas nas áreas escolares.

A professora destaca que, por meio da resolução CNE/CP/2006, o Conselho Nacional de Educação (CNE) institui, em suas Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de Pedagogia, o perfil do pedagogo como um especialista que poderá atuar em espaços escolares e não escolares.

“Então, se faz necessário uma reflexão sobre o que vem a ser uma educação formal e não formal, sabendo que o Pedagogo não estará habilitado apenas para desenvolver a sua função na educação formal”.

Andreza explica a educação não formal ressalta os processos educativos que têm uma intencionalidade na ação, pois prevê troca de conhecimentos, envolvendo um processo interativo de ensino e aprendizagem e corrobora com a construção de aprendizagens e saberes coletivos que, por sua vez, não tem a formalidade do ensino regular.

“O Pedagogo pode e deve atuar como um agente educativo nos diferentes espaços como: hospitais, empresas e instituições sociais, sendo uma área que ao longo dos anos tem se tornado importante fora do espaço escolar”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *